Desenvolva seu Website
Tenha informações sobre o desempenho e acesso
Desenvolva seu Website
Tenha informações sobre o desempenho e acesso

O que te inspira? Qual o sentido da sua vida? Como ser Feliz?

Como conseguir a inspiração? o sentimento de felicidade? acordar e dar um sorriso espontâneo?

A partir daqui vamos discorrer sobre as perguntas acima e usaremos alguns aspectos  religiosos, mas sem nos prender em uma única religião. O principal propósito é refletir sobre assuntos que geralmente não paramos para pensar, criticar ou até mesmo entender. E esse simples ato de pensar, criticar e entender nos faz chegar as repostas do titulo deste artigo. Preparados?

 

Então vamos lá!

Antes de qualquer coisa lembremo-nos de algumas pessoas que passaram por nosso planeta terra:

  • Madre Tereza,
  • Frei Vicente de Paula,
  • Chico Xavier,
  • João Paulo Segundo,
  • Bezerra de Menezes,
  • Eurípedes Barsanulfo,
  • Papa Francisco,
  • Mahatma Gandhi e
  • Jesus.

 

O que essas pessoas têm em comum?

Nas escrituras bíblicas há dois mil anos, na bíblia da Igreja Católica, nos descritos bíblicos das igrejas protestantes, no Evangelho Segundo o Espiritismo. Todos tem algo também em comum. O que?

 

Como pessoas tão diferentes podem ter algo em comum?

Pessoas tão diferentes, religiões tão distintas e uma ideia: O amor!

 

Li até agora para ouvir essa simples palavra? O amor?

Sim, isso mesmo, a questão é que não entendemos o significado dessa pequena grande palavra e não praticamos seu verdadeiro sentido.

 

Vejamos a tradução da palavra amor:

Afeição viva por alguém ou por alguma coisa: o amor a Deus, ao próximo, à pátria, à liberdade.

Sentimento apaixonado por outra pessoa: as mulheres inspiram amor.

Inclinação ditada pelas leis da natureza: amor materno, filial.

Paixão ou gosto vivo por alguma coisa: amor das artes.

Sentimento de adoração de um grupo de pessoas ou de alguém em específico por um ideal real ou abstrato: amor à pátria. (dicio).

 

"Amai-vos uns aos outros como eu vos amei"

Assim dizia Jesus, e assim praticava:

  • Madre Tereza,
  • Frei Vicente de Paula,
  • Chico Xavier,
  • João Paulo Segundo,
  • Bezerra de Menezes,
  • Eurípedes Barsanulfo,
  • Papa Francisco,
  • Mahatma Gandhi e
  • Jesus.

Todos praticavam o amor ao próximo!

 

Mas afinal o que isso tem a ver com felicidade?

Muito mais do que imaginamos, pessoas como essas citadas nesses artigos:

  • viviam pelo outro,
  • ajudavam e amavam,
  • eram fonte de inspiração na vida das pessoas,
  • eram luz no caminho,
  • eram o próprio evangelho de cristo, vivo através de suas ações e palavras.

 

E nós o que temos com isso?

Mais do que imaginamos, mais do que compreendemos.

Já parou pra pensar porque Deus permitiria que seu filho Jesus viesse a terra? Seria para um capricho da Humanidade? Ou quais mistérios tem por trás da vinda do Mestre, do professor, do amigo e irmão mais velho?

 

E qual a receita da felicidade?

Muitas receitas poderão ser encontradas para fazer o mesmo bolo, assim como muitas religiões existem para chegarmos a um só. Deus!

E a receita que encontrei em todas as religiões que vivenciei, presenciei, ou conheci, foi uma:

"Amai-vos uns aos outros como eu vos amei"

 

Esta frase se entendido responderá todas as perguntas. Trará um sentido melhor a nossas vidas e nos mostrará como ser Feliz.

Jesus nos ensinou, exemplificou e quando estava em seus últimos suspiros nos deu ainda sem precisar uma grande prova de amor “Pai perdoa-lhes, eles não sabem o que fazem!”.

O Mestre não esperava nada de ninguém, sendo assim não se decepcionava, ele não cobrava, dava oportunidade. Ele não obrigava, conscientizava.

Quer uma melhor inspiração ou sentido na sua vida? Quer saber como ser mais feliz?

Ame, simplesmente ame, espalhe amor, seja amor e irradie sua luz onde passes, pois as pessoas poderão até esquecer quem foi o que teve ou fez, mas jamais se esquecerão de como você as fez sentir.

"Amai-vos uns aos outros como eu vos amei"

Assim dizia Jesus!